• AngularJS – Desenvolva aplicações web rapidamente em Javascript

    Desenvolver uma aplicação web completamente dinâmica nem sempre é algo fácil: Não raro, precisamos, como desenvolvedores, realizar tarefas que, embora simples, podem acarretar problemas se não bem projetadas. O AngularJS vem para resolver esse problema de maneira muito poderosa. Leia mais…

  • ChaplinJS – Um framework para aplicações web dinâmicas

    Hoje, temos a nossa disposição inúmeras opções para ajudar na criação de um aplicativo web, como AngularJS e EmberJS, por exemplo. Entretanto, alguns programadores (inclusive eu) acreditam que tantas features não são necessárias e preferem a simplicidade e a flexibilidade do BackboneJS. Entretanto, acontece que o BackboneJS, sozinho, nem sempre fornece a tão esperada estrutura que precisamos para um aplicativo SPA, e é com esse foco que o ChaplinJS surgiu: Possibilitar a criação de aplicações SPA facilmente usando como base o BackboneJS. Leia mais…

  • CoffeeScript – Javascript inspirado em Ruby

    CoffeeScript é uma linguagem de programação que compila para Javascript e que mantem forte inspiração em linguagens como o Ruby, por exemplo. Criada pelo criador do BackboneJS, tem como foco facilitar tarefas cotidianas que exigem uma boa quantidade de código boilerplate para ser feita no Javascript, como implementação de classes, funções que suportam argumentos com valores default e outras coisitas. Leia mais…

  • BackboneJS- Fornecendo uma estrutura para suas aplicações

    Arquitetura é sempre algo bom para um projeto. Tempos atrás, muitos achavam que arquitetura era algo importante apenas no backend de aplicações web, e se esqueciam do frontend. Hoje, graças à evolução do frontend e o surgimento de aplicações completas em HTML5, essa idéia mudou, e o frontend começou a precisar de maneiras mais fáceis de desenvolvimento. E o BackboneJS surgiu para ajudar nessa árdua tarefa. Leia mais…

  • jQuery – Uma biblioteca essencial para web

    Normalmente, quando você está programando uma aplicação web, é normal você não querer mexer diretamente com a API dos navegadores para manipulação de DOM. Um dos motivos apresentados para isso é que, normalmente, tais APIs ou possuem breves problemas de compatibilidade com a especificação (estou olhando para você agora, IE..), e rapidamente o código se torna complexo e repetido demais, se não for tomado o devido cuidado. Leia mais…