.gitignore – Saiba como ignorar arquivos no Git facilmente

Logotipo do GitUma coisa que todo iniciante de Git costuma fazer é comittar tudo o que há no projeto no repositório. Isso inclui dependências, arquivos compilados, arquivos temporários, e assim vai. Entretanto, com o tempo, esse tipo de arquivos tendem a ser modificados, e tendem a bagunçar muito mais do que deveriam o repositório. Como se isso não fosse o suficiente, à cada clone feito, é necessário lidar com uma quantidade muito maior de dados, pois não há como clonar um repositório no git sem clonar todos os arquivos (você pode até customizar o que vai ser baixado ou não, mas, dada uma branch, você precisa baixar todos os arquivos da branch para conseguir usá-la), o que tende a causar problemas ainda mais significativos ao decorrer do tempo. Por causa disso, hoje vou falar um pouco sobre o .gitignore e como criá-lo, um arquivo simples que lista o que o Git deve ignorar quando você estiver trabalhado no repositório, de forma que seja possível evitar a adição de arquivos indesejados no repositório sem dificuldades, tornando os arquivos indesejados totalmente invisíveis ao Git.

Continuar lendo .gitignore – Saiba como ignorar arquivos no Git facilmente

Gource – Histórico de seu repositório de código fonte, redesenhado

Visualizar o histórico de um repositório pode ser chato demais. Normalmente, as ferramentas de gerenciamento de repositórios nos fornecem somente visualizações em forma de timeline, mostrando o histórico dos branches numa normalmente longa e tediosa lista (imagine ver uma lista com 10000 commits?). Entretanto, para conhecer o histórico do projeto, as vezes pode ser útil sair um pouco dessa lista e ver as coisas de um novo ângulo, saber quem trabalhou no quê, em que ordem os arquivos foram trabalhados, conhecer o que as pessoas fizeram no projeto….Enfim, coisas que uma lista até retornar, mas que pode ser tedioso e chato para explorar.

Continuar lendo Gource – Histórico de seu repositório de código fonte, redesenhado