Docker Compose – Ou como criar aplicações multi-containers no Docker

Logotipo do Docker, que será usado em parceria com o Docker ComposeNo extenso post que fiz sobre o Docker, falei muito sobre o que a plataforma é apresentei alguns exemplos no qual ela se mostra bastante útil, mostrando o porque que ela é interessante especialmente para aplicativos já planejados para serem totalmente distribuídos. Entretanto, essa última parte, como você pode imaginar, exige um setup maior, pois você precisa configurar containers para cada aplicação e conectar tudo de forma que um container possa se comunicar com o outro, o que é bem complicado de administrar quando você precisa criar um determinado ambiente no Docker com determinada frequência (para uso por desenvolvedores, por exemplo). Por causa desse probleminha, hoje eu vou falar um pouco sobre o Docker Compose, uma ferramenta esperta que tem como objetivo facilitar essa configuração e permitir que ela seja reproduzível em qualquer ambiente no qual o Docker esteja instalado (ou que tenha acesso ao Docker, de alguma forma).

Continuar lendo Docker Compose – Ou como criar aplicações multi-containers no Docker

Docker – O que é, o que não é, e alguns detalhes a mais

Logotipo do DockerNo último post, eu falei um pouco sobre o Vagrant,  que é uma ferramenta que permite criar e distribuir máquinas virtuais voltadas especificadamente para desenvolvimento de software. Pois bem, quem já é mais antenado nas últimas novidades, ao ler o último post, deve ter pensado algo como "nossa, mas já temos o Docker, e containers são muito melhores que máquinas virtuais!!!!!". E bem, na verdade, tempos atrás, eu mesmo teria dito o mesmo sobre quem ousasse comentar sobre Vagrant, máquinas virtuais e tal. Por isso, hoje, vou falar sobre o Docker, o que ele faz, o que ele não faz, seus recursos, uma breve comparação com o Vagrant e todo o contexto das máquinas virtuais e também um breve tutorial de uso.

Continuar lendo Docker – O que é, o que não é, e alguns detalhes a mais