Sobre

Fernando Jorge Mota em 2015Fernando Jorge Mota é programador, tem 22 anos de idade e é estudante de Ciências da Computação na Universidade Federal de Santa Catarina. Nasceu e vive em São José, Santa Catarina.

Com 13 anos de idade, começou a estudar programação, começando primeiro por Python, para então começar a estudar outras linguagens. Hoje, é capaz de programar nas seguintes linguagens:

  • Python;
  • PHP;
  • Javascript;
  • Java;
  • C;
  • C++;
  • Go;

Além disso, tem experiência com MySQL e já brincou com bancos de dados como H2, Cassandra, Redis e Google Cloud Datastore (através do Google AppEngine), entre outros.

Em 2010, criei um encurtador de URLs chamado Bitw.in como primeiro projeto pessoal. O encurtador teve um grande sucesso, com mais de 21 milhões de visitas registradas em pouco mais de 2 anos no ar.

Além disso, criou um blog chamado Blogueiros na Web, que tinha como foco dar dicas para blogueiros com scripts, tutorais relacionados a Blogger e WordPress e relacionados. Chegou a alcançar a marca de 3000 visitas/mês.

Também em 2010, começou o curso de Aprendizagem Industrial em Informática pelo SENAI, onde iniciou aprendizados relacionados a orientação a objetos de maneira mais formal, com o aprendizado da linguagem Java em nível básico. Terminando-o no mesmo ano.

Em 2011, começou o curso técnico de informática no SENAI/SC. Além disso, se integrou ao time de autores do Ferramentas Blog, importando o Blogueiros na Web para lá.

Em 2012, terminou o curso técnico e, paralelamente, concluiu o ensino médio e foi  aprovado no vestibular para Ciências da Computação pela UFSC.

Em 2013, começou a trabalhar na Meritt - Informação Educacional, tendo atenção 100% dedicada para o projeto QEdu - Use dados, Transforme a Educação, um portal com informações educacionais - como IDEB, Prova Brasil, ENEM e Censo Escolar - relacionadas a todas as escolas brasileiras.

No segundo semestre de 2013 começou o curso de Ciências da Computação na Universidade Federal de Santa Catarina.

Ainda em 2013, escreveu alguns guest posts para o Guia do PC, postando dicas voltadas principalmente para o Linux.

Em 2014, criou - junto a um grupo na faculdade - um simulador de circuitos que visa facilitar o entendimento do funcionamento de circuitos eletrônicos, desenvolvido em Java. No fim do semestre, esse simulador foi liberado como código aberto no Github.

Sozinho, criou um simulador de matriculas chamado MatrUFSC2, que facilita a vida dos estudantes da UFSC na escolha de disciplinas para o próximo semestre a partir da geração de combinações automatizadas a partir do que o aluno pode ou não fazer. Esse simulador de matrículas também está disponível no Github, e todas as informações são puxadas usando um crawler automatizado capaz de capturar informações do site da UFSC. Foi seu primeiro projeto a trabalhar com a plataforma Google App Engine, e portanto foi seu primeiro projeto a ser 100% distribuído na cloud. Esse simulador de matriculas foi lançado no final do semestre 2014-2, já com informações para o semestre 2015-1.

Ainda em 2014, criou o Blog do Fernando Jorge Mota, um blog com novidades e ferramentas voltadas a programação, especialmente em linguagens web.

Em 2015, criou um blog e uma sessão de ajuda para ajudar estudantes da UFSC em duvidas relacionadas a rematriculas. Também criou o Jimple, um container de injeção de dependências desenvolvido em ES6 e fortemente inspirado no Pimple. Além disso, em dezembro de 2015 saiu oficialmente da Meritt, e agora trabalha apenas em projetos pessoais próprios, além de cursar Ciências da Computação na Universidade Federal de Santa Catarina, claro.

Atualmente, cursa Ciências da Computação na Universidade Federal de Santa Catarina e trabalha em alguns projetos pessoais nas horas vagas, onde pesquisa muito sobre projetos opensource, arquitetura de software, otimização de software e bancos de dados distribuídos. (como Apache Cassandra, por exemplo)

Por fim, pode ser encontrado em quase todas as redes sociais. Segue os links:

É isso. Se quiser, contate-me tanto pelo blog quanto pelas redes sociais, em especial no Twitter. Até!