BackboneJS- Fornecendo uma estrutura para suas aplicações

Arquitetura é sempre algo bom para um projeto. Tempos atrás, muitos achavam que arquitetura era algo importante apenas no backend de aplicações web, e se esqueciam do frontend. Hoje, graças à evolução do frontend e o surgimento de aplicações completas em HTML5, essa idéia mudou, e o frontend começou a precisar de maneiras mais fáceis de desenvolvimento. E o BackboneJS surgiu para ajudar nessa árdua tarefa.

O BackboneJS é uma biblioteca - portanto, sua comparação com AngularJS e EmberJS, por exemplo, é totalmente inválida - que fornece três componentes básicos para a criação de aplicações MV* em Javascript:

  • Backbone.Model
  • Backbone.Collection
  • Backbone.View

Com essas três classes, o desenvolvimento web fica muito mais fácil de ser pensado em grandes aplicações, pois é simples desenvolver uma relação entre elas. Com o Backbone.View, por exemplo, é possível criar blocos de página capazes de exibir listas de Backbone.Model armazenadas em uma Backbone.Collection, e é simples permitir sua edição ou atualização automática, visto que todos os componentes tem suporte à eventos (através de uma classe auxiliar chamada Backbone.Events), que ajudam a tornar a aplicação mais reativa e bem estrutura.

Além das classes citadas acima, o BackboneJS também disponibiliza uma classe chamada Backbone.Router, que, em aplicações SPA, garante compatibilidade entre navegadores ao possibilitar a mudança de URL na barra de endereços sem recarregar a página, mas possibilitando que sua aplicação responda à tal evento.

Ah, vale lembrar que o BackboneJS tem como requisito as seguintes bibliotecas:

Logo, trate de carregá-las quando for usar o BackboneJS! 🙂

Gostou do conteúdo desse post? Apoie o blog contribuindo a partir de R$1/mês através da nossa página no Apoia.se! Isso me ajudará a manter o blog no ar, além de trazer mais coisas legais para vocês! Obrigado desde já! 😀